Friday, April 13, 2012

Xilogravura digital, algumas anotações...

Xilogravura digital realizada no Gimp com meus pincéis para esta técnica. Foi utilizado somente o mouse.
A xilogravura é amplamente emulada em muitos ambientes digitais e alguns programas, como aqueles de desenho vetorial (Illustrator, por exemplo). Na minha opinião a qualidade técnica destas soluções são muito interessantes e belas mas ao mesmo tempo sofrem de uma homogeneização no estilo e na qualidade intriseca dos trabalhos. Eu prefiro uma técnica mais essencial e mais afim com o grandes mestres da xilogravura para a literatura do Cordel. Também prefiro trabalhar com rasters, ou seja imagens com pixels. Para isto eu criei um serie de pinceis no programa que uso para meus trabalhos, o Gimp, mas que pode ser feito também no Photoshop. O principio dos pinceis basicamente se mantém, mas com algumas diferenças entres estes dois softwares.

A técnica da xilogravura se confunde com a própria invenção da imprensa... ela foi inventada na China no mesmo período em surgiu o papel por lá. Muitos incisores e artistas famosos já usaram esta técnica... o mais virtuoso ao meu ver é Albrecht Durer, de fato eu tive a oportunidade de ver alguns das suas incisões impressas no Gabinete degli Uffizzi di Firenze e são impressionantes mesmo.
O Transporte da Cruz, A Grande Paixão, Albrecht Durer, 1498, 28x39 cm. [Fonte Wikimedia]
A coisa interessante é que a xilogravura foi amplamente usada para ilustrar os primeiros livros baratos da era moderna e muitos no inicio da imprensa. Eu venho fazendo uma pesquisa sobre o livro ilustrado na web e pude constatar o uso preponderante da tecnica até meados do século XIX.
Na minha mente permanecem principalmente os trabalhos da arte chinesa e japonesa e daquele que talvez seja o maior icone desta técnica, A Grande Onda de Kanagawa.
Xilogravura com multiplas matrizes realizadas por Kanagawa no sec. XIX, ~1830, 25x37 cm. [Fonte Wikimedia]
No Brasil ela se confunde no imaginário coletivo com os cordeis e nas obras de Goeldi... para mim é muito forte a primeira. O site 100 anos da xilogravura na literatura do cordel, é na minha opinião a melhor referência na web sobre o tema.
Imagem da matriz da xilogravura. [fonte: site 100 anos da xilo no cordel]
Realizei um breve vídeo aonde vocês podem ter uma ideia de como realizar esta tecnica no Gimp, mas acredito que os mesmos passos possam serem feitos no Photoshop.

No comments:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...